HomeNotícias

Protetor auditivo com certificado vencido garante adicional de insalubridade a metalúrgico


Tribunal Superior do Trabalho

A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Teksid do Brasil Ltda. a pagar adicional de insalubridade em grau médio a um metalúrgico que utilizou por três anos um protetor auricular com certificado de aprovação vencido. Segundo a ministra Kátia Magalhães Arruda, relatora do recurso,...

Leia Mais

Cômputo de tempo de serviço especial durante auxílio-doença não acidentário é tema de repetitivo


Superior Tribunal de Justiça

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) afetou o Recurso Especial 1.759.098 para julgamento sob o rito dos recursos repetitivos. Cadastrada como Tema 998, a controvérsia diz respeito à “possibilidade de cômputo de tempo de serviço especial, para fins de inativação, do período em...

Leia Mais

Primeira Turma impõe multa acima do teto previsto pelo CPC em recurso protelatório


Superior Tribunal de Justiça

A Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu ser possível a imposição de multa acima do teto de 2% fixado pelo Código de Processo Civil (CPC) de 2015 por apresentação de embargos de declaração com intenção protelatória. A controvérsia foi analisada em embargos de declaração...

Leia Mais

DECISÃO: INSS é condenado a devolver valores descontados indevidamente de pensão por morte de segurado


Tribunal Regional Federal da 1ª Região

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi condenado a devolver os valores indevidamente descontados da parte autora em virtude da habilitação tardia de outra dependente. Na ação, a autora requereu o fim dos descontos feitos em sua pensão por morte em favor da segunda ré, viúva do segurado,...

Leia Mais

Camareira receberá diferenças de gorjetas rateadas com hotel e sindicato


Tribunal Superior do Trabalho

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Brasturinvest Investimentos Turísticos Ltda. (Hotel Pestana Bahia, de Salvador) a pagar a uma camareira as diferenças de 40% das gorjetas retidas em favor da empresa e do sindicato com base em cláusula coletiva de trabalho. Segundo a...

Leia Mais

Também no novo CPC, prazo recursal em dobro cessa quando resta apenas um dos litisconsortes


Superior Tribunal de Justiça

Tanto sob o Código de Processo Civil de 1973 quanto na vigência da nova legislação processual, em se tratando de autos físicos, a contagem de prazo em dobro cessa quando resta apenas um dos litisconsortes na demanda. Com esse entendimento, a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ)...

Leia Mais

Seguradora é responsável por vícios ocultos mesmo após quitação do imóvel pelo SFH


Superior Tribunal de Justiça

A quitação do contrato de financiamento não extingue a obrigação da seguradora de indenizar os compradores por vícios ocultos na construção de imóveis adquiridos pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH). O entendimento foi firmado pela Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao...

Leia Mais

Hospital não pode implantar regime de revezamento sem autorização do Ministério do Trabalho


Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região

A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho considerou inválida a norma coletiva que implantou o regime de 12h de trabalho por 36h de descanso em atividade insalubre no Hospital Dermatológico de Cruzeiro do Sul, em Rio Branco (AC). A prorrogação da jornada ordinária de 8h em ambiente...

Leia Mais

DECISÃO: Concessão de aposentadoria administrativamente importa em reconhecimento da procedência do pedido


Tribunal Regional Federal da 1ª Região

Por entender que a concessão administrativa do benefício previdenciário de aposentadoria por idade rurícola após a citação importa em reconhecimento explícito da procedência do pedido da parte autora, a 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) negou provimento ao recurso do...

Leia Mais

Norma coletiva que prevê registro apenas de horas extras é válida


Tribunal Superior do Trabalho

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho deu provimento a recurso da Souza Cruz S.A. e julgou válida a norma coletiva que autoriza a marcação apenas das horas extras realizadas pelo empregado. Segundo o relator, ministro Caputo Bastos, é dever do Tribunal incentivar e garantir o...

Leia Mais